Quinta-feira, 26 de Julho de 2012

Envelhe(Ser) avó…

 

 

Tornar-se avô ou avó é algo muito significativo, pois os avós assumem atualmente uma posição fulcral na vida dos netos. Lembro-me que em criança a palavra avó significava para mim o final da vida de uma pessoa. Hoje, sendo avó essa ideia mudou por completo. Aos cinquenta anos fui avó e foi algo muito positivo nessa etapa da minha vida, pois o convívio com os mais novos, faz com que me sinta mãe outra vez e, ao mesmo tempo sinto-me a reviver a infância dos meus filhos.

                Ser-se avó, convivendo diariamente com os netos, partilhar as suas brincadeiras e histórias, ajudando-os no desenvolvimento das suas capacidades, faz com que renove energias e que sinta uma enorme vivacidade, quase que projetada pelo convívio com os meus netos, que me estimulam constantemente com questões que me fazem pensar e reviver momentos únicos. Estimulam-me sempre a querer saber mais, pensar mais, enfim, motivam-me a continuar a viver ativamente, para os poder acompanhar no seu desenvolvimento e crescimento. Os avós desempenham ainda um papel essencial na descoberta da diferença. Desde logo a diferença de idades. E se viverem bem com a idade que têm, transmitem uma ideia positiva do envelhecimento, ajudando os mais novos a respeitar os idosos, desmistificando desde logo a ideia de que os mais velhos, já não servem para nada, não sabem fazer nada e não têm nada para os ensinar.

                Por sua vez, os avós podem cuidar, transmitir informações culturais resgatadas das suas memórias e conhecimentos adquiridos através da experiência. A criança, dotada de agilidade e energia, pode impelir o avô a movimentar-se para acompanhá-la a revirar suas memórias e saberes. Diante da criança que transborda a vivacidade que lhe é própria, o avô sente que desempenha um papel de extrema importância, sendo este de transmissão de valores e saberes.

                Em suma, os netos trazem muita alegria e vivacidade ao entrarmos na chamada “velhice”, e já alguém dizia que os netos servem para nos compensar de algumas perdas que surgem na velhice. Envelhe(ser) avó é maravilhoso, um papel diferente, mas que devemos encarar como uma nova etapa na vida, e que seja vivenciada por todos de forma positiva e feliz!

Um bem aja a todos os avós e que tenham um dia muito feliz passado na companhia dos netos!    

 

 

 

Nelsina Oliveira

Encarregada de Setor do Lar de Idosos da SCM de Angra do Heroísmo

                     

sinto-me:
publicado por servoluntariosempre às 11:17
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Entrevista ao Diario Insu...

. Até já!

. Boas Festas!

. Dia Mundial da Saudação

. Prémio BPI

. A Solidariedade

. Entrevista ao Diário Insu...

. Entidades Familiarmente R...

. Afetos com 4 patas

. Coro da Academia Sénior, ...

.arquivos

. Junho 2014

. Abril 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

blogs SAPO

.subscrever feeds