Terça-feira, 14 de Fevereiro de 2012

Namoro de antigamente...

 

Antigamente as donzelas

Gostavam do seu futuro

Namoravam nas janelas

Na varanda e nalgum muro…

 

E as mães com o seus cuidados

Lá com o seu sentimento

“Filha, tocou trindades

Vamos embora cá para dentro!”

 

Mas havia alguns sarilhos

E não pensavam no momento

Às vezes havia filhos

Antes do casamento.

 

E as velhotas atrevidas

Ao muro também falavam

E as saias eram compridas

Mas também se levantavam.

 

Depois veio a liberdade

Porque assim lhes convém

Namoram à vontade

E eu acho muito bem!

 

E um abraço e um beijo

Que assim fazem bem

Matam o desejo

Não fazem mal a ninguém!

 

O que se passava em outrora

Nisto que nos repousa

Se antigamente fosse como agora

Faziam a mesma coisa

 

 

Luís Rocha

Residente no Lar de Idosos da Santa Casa da

Misericórdia de Angra do Heroísmo

 

 

sinto-me:
publicado por servoluntariosempre às 12:26
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Entrevista ao Diario Insu...

. Até já!

. Boas Festas!

. Dia Mundial da Saudação

. Prémio BPI

. A Solidariedade

. Entrevista ao Diário Insu...

. Entidades Familiarmente R...

. Afetos com 4 patas

. Coro da Academia Sénior, ...

.arquivos

. Junho 2014

. Abril 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

blogs SAPO

.subscrever feeds